Dosagem Hormonal na Saliva

 

Sobre o Exame

O Exame Hormonal na Saliva oferece a precisão necessária para a mensuração de vários hormônios no diagnóstico e estudos científicos. Vários estudos demonstram uma forte correlação entre os níveis de hormônio esteroides no sangue e na saliva (hormônio ativo ou "bio disponível"). Porém o teste salivar é o meio ideal para diagnosticar os níveis de hormônios esteróides, bio disponíveis ativos no tecido. Além disso, os hormônios na saliva são excepcionalmente estáveis e podem ser armazenados em temperatura ambiente por até 10 dias sem afetar a precisão do resultado. Isto oferece máxima flexibilidade na coleta de amostras e envio.
Os níveis de hormônio no sangue representam o conteúdo total de hormônios em nosso corpo. A maioria dos hormônios do sangue, aproximadamente 95%, estão ligados a proteínas específicas - proteínas carreadoras - que as transportam através da corrente sanguínea e que podem ser consideradas como sendo as frações de armazenamento dos hormônios. Os 5% restantes representam os nossos hormônios livres, ou seja, aqueles que estão disponíveis para atuarem imediatamente nas células dos órgãos e tecidos alvo.
A nossa saliva contém esses hormônios livres, que podem ser medidos facilmente fornecendo um panorama mais específico daqueles hormônios que estão disponíveis biologicamente para os nossos tecidos, ou melhor, prontos para serem utilizados pelo nosso corpo.
É um instrumento que possui a acurácia necessária para o ajuste e monitoramento na terapia de reposição de hormônio (HRT), também é mais preciso e correto para detecção e monitoramento no tratamento de Fadiga Adrenal ("doença do stress").
O Teste Hormonal Salivar é uma forma precisa e simples para o homem ou mulher para avaliar os atuais níveis de hormônios esteroides (por exemplo, estradiol, progesterona, testosterona, DHT) - em seu corpo sem ter coleta invasiva como na dosagem de sangue.
Por refletir desta forma, uma fotografia mais próxima dos níveis de hormônios bio disponíveis, a dosagem dos hormônios esteroides na saliva tem sido cada vez mais utilizada no monitoramento de reposição hormonal, avaliação do stress, programas de acompanhamento do envelhecimento, avaliações endocrinológicas e/ou ginecológicas, medicina esportiva, psiquiatria, nutrição, entre outras.
A coleta da saliva é um procedimento simples, realizada em frasco de plástico específico, fornecido pelo LEMOS Laboratórios, juntamente com suas instruções de coleta e formulário de sintomas.
Nossa qualidade e experiência de 39 anos atuando na área de Análises Clínicas oferecem para você perfil hormonal Masculino & Feminino, auxiliando no diagnóstico e monitoração dos tratamentos.

 

Quais Exames

Atualmente dosamos na saliva os seguintes hormônios:

Cortisol*TestosteronaEstradiol
ProgesteronaDHEAAndrostenediona
Estriol (Feminino)EstronaDHT- Dihidrotestosterona
IGA SecretoraTriagem de LevedurasIodo
AldosteronaMelatoninaPregnenolona
3 Alfa Diol G

Progesterona:

Deficiência: Estresse, preocupação, ansiedade, suores, ganho de peso, insônia, infertilidade, osteoporose, entre outros sintomas.
Excesso: Sonolência, vertigens, ganho de peso, alterações no ciclo menstrual, entre outros sintomas.

É um hormônio esteróide envolvido no ciclo menstrual feminino, na gravidez (suposta gestação) e embriogênese. A progesterona também promove a diferenciação celular e promove a morte celular normal. É um principais protetores do câncer de mama, útero, miomas e cistos ovarianos.
Os homens também produzem progesterona e estradiol, embora em quantidades bem menores que as mulheres (mais ou menos a metade).

Estrogênios:

Deficiência: Enxaquecas, osteoporose, suores noturnos, esquecimento, taquicardia, síndrome dos ovários micropolicísticos, entre outros sintomas.
Excesso: Inchaço, ganho de peso, náuseas, cãibras, ginecomastia (nos homens), entre outros sintomas.

Um grupo de hormônio compostos, incluindo estrona, estradiol e estriol. É o principal hormônio sexual em mulheres e é essencial para os ciclos menstruais. Embora os homens também tenham estrogênio, os montantes mais elevados são encontrados em mulheres.

Testosterona:

Deficiência: perda da massa muscular, anemia, distúrbios do sono, aumento da gordura corporal, entre outros sintomas.
Excesso: Comportamento agressivo, acne, pelos indesejávies, perda de cabelo, entre outros sintomas.

A testosterona é um hormônio essencialmente masculino, mas importantíssimo na mulher também, apesar delas produzirem 20 a 30 vezes menos do que os homens.
É o principal hormônio do sexo masculino e um esteróide anabolizante. Nos homens, a testosterona desempenha um papel chave no desenvolvimento de tecidos masculinos reprodutivos, tais como a próstata e testículo, assim como promover característica sexuais secundárias, tais como aumento de músculo, a massa óssea e do crescimento do cabelo do corpo.

DHEA:

Deficiência: Obesidade, diabetes tipo 2, hipertensão, depressão, perda da memória, entre outros sintomas.
Excesso: Acne, aumento dos pelos faciais, impaciência, calvície, entre outros sintomas.

Um hormônio esteróide natural. É o esteróide secretório principal das glândulas supra-renais e é também produzido pelas gônadas e pelo cérebro. DHEA é o mais abundante hormônio circulante em seres humanos.

Cortisol:

Deficiência: Estresse, insônia, fadiga, falta de apetite, resistência insulínica, ansiedade, entre outros sintomas.
Excesso: diminuição da eficiência, perda de cabelo, entre outros sintomas.

É um hormônio corticosteroide da família dos esteróides, produzidos pela parte superior da glândula supra-renal, diretamente envolvido na resposta ao estresse. Sua forma sintética, chamada de hidrocortisona, é um anti-inflamatório usado principalmente no combate às alergias, a artrite reumatoide e alguns tipos de câncer.

Iodo:

Sinais e Sintomas: Hipotireoidimo, Aumento do Peso, Complicações na gravidez, Aborto, Defeitos de Nascimento, Atraso na maturação óssea,Cancêr de Mama, Cancêr de próstata, Cancêr de Tireóide, Fadiga, Cisto no Ovário, Bócio, Baixa Estatura, Doenças Fibrocística da Mama, Depressão, Insônia, Cretinismo, Atraso no Crescimento Físico e Mental

Triagem Leveduras:

Há possibilidade de se detectar a presença de leveduras , que após a solicitação da identificação automatizada temos condições de identificar 35 espécies de Candida, incluindo Candida albicans 1 e 2, Candida glabrata, 07 espécies de Crytococcus e mais 20 gêneros diferentes.
Há a possibilidade de realizar-se o ANTI-FUNGIGRAMA AUTOMATIZADO com concentração inibitória mínima (MIC) para as seguintes drogas:
Flucitocina, Anfoterecina B, Fluconazol, Itraconazol, Voriconazol.

 

Perfil Hormonal

PERFIL HORMONAL FEMININO

 

Auxilia no diagnóstico e monitoramento de irregularidades menstruais, dismenorreias, aumento de peso, infertilidade, baixa de libido e TPM, sintomas depressivos, entre outros.

 

Dosagem de:

Cortisol*Testosterona
EstradiolProgesterona
DHEAAndrostenediona
EstriolEstrona
DHT- DihidrotestosteronaIGA Secretora
Triagem de LevedurasIodo
AldosteronaMelatonina
Pregnenolona3 Alfa Diol G

Distúrbios hormonais constituem uma questão muito comum no mundo feminino, porém, muitas vezes os mesmos passam despercebidos, pois, não é todo mundo que para por alguns minutos do dia para analisar detalhes.

A maneira mais simples e fácil das mulheres perceberem se há algum distúrbio hormonal é quando há alguma irregularidade na menstruação. Qualquer sinal de desarmonia no ciclo, seja pela amenorreia ou pelo sangramento uterino irregular, faz a mulher procurar urgente um ginecologista.

No entanto, sintomas como irritabilidade ( nervosismo), ansiedade ( alteração de humor com sentimentos de hostilidade e raiva), depressão ( com sensação de desvalia, distúrbios no sono, dificuldade de concentração), dor de cabeça, dor ou aumento da sensibilidade das mamas, retenção de líquidos e/ou inchaço e dor nas pernas, cansaço, desejos por alguns alimentos (como chocolates, doces e comidas salgadas) comuns da TPM, cólicas (dismenorreias), aumento de pelos no rosto ou queda de cabelo, muito raramente, move-se a buscar a ajuda de um especialista com a mesma urgência. Cabe lembrar que essas irregularidades também são causadas pelo desequilíbrio na produção de hormônios estrogênios e de progesterona ou ainda pela desregulação no funcionamento das adrenais.

PERFIL HORMONAL MASCULINO

 

Auxilia no diagnóstico e monitoramento de: disfunção erétil, impotência, baixa de libido, diminuição da massa muscular, queda de cabelos e infertilidade, entre outros. Composto de dosagem de: Estradiol, DHEA e Testosterona, pela manhã.

Dosagem de:

Cortisol*Testosterona
EstradiolProgesterona
DHEAAndrostenediona
EstronaDHT- Dihidrotestosterona
IGA SecretoraTriagem de Leveduras
IodoAldosterona
MelatoninaPregnenolona
3 Alfa Diol G

Cerca de 65% dos homens apresentam algum tipo de disfunção hormonal associada a distúrbios endócrinos, vasculares, neurológicos ou psicológicos.

As disfunções hormonais são decorrentes de diversas etiologias, mas abalam o bem estar masculino, principalmente quando se altera o desempenho e/ou a função sexual.

Segundo dados estatísticos, 10% dos homens entre 40 e 70 anos apresentam algum tipo de disfunção erétil, sendo que apenas 30% destes procuram orientação médica.

A disfunção erétil é o distúrbio mais comum do sexo masculino, entretanto, é o menos tratado no mundo. Uma de causas mais frequentes é a diminuição dos níveis de testosterona e/ou de outros hormônios androgênicos (DHEA e DHT), que podem levar a impotência sexual, perda de ereção, infertilidade, diminuição da líbido, redução de massa muscular, queda de cabelos e pelos, entre outras coisas, como a depressão.

 

 

 

 

 


Vantagem

A coleta de sangue depende de deslocamento a uma clínica ou laboratório em horários agendados e demanda o tempo do deslocamento, a espera e realização do exame propriamente dito. Além disso, é um método invasivo.

Já a coleta de saliva apresenta algumas vantagens sobre a coleta de sangue, a saber:

- A conveniência de poder ser coletada em sua casa ou local de trabalho, com privacidade e conforto;

- Não é invasivo, podendo ser coletado diretamente pelo próprio paciente;

- A coleta de sangue é estressante para alguns pacientes, enquanto que a coleta de saliva é bem simples;

- Vários hormônios podem ser coletados em um único tubo, em um ou mais horários, de acordo com a avaliação de seu médico;

- As amostras de saliva podem ser coletadas em qualquer parte do território nacional e enviadas para nosso laboratório, por Sedex, sendo os resultados liberados via Internet. Esta conveniência é possível porque os hormônios salivares são estáveis à temperatura ambiente por até 10 dias;

- As concentrações de hormônios na saliva são independentes do fluxo salivar;

- Ao obtermos a amostra da saliva, estaremos reproduzindo as concentrações sanguíneas livres dos mesmos hormônios;

- É possível medir confortavelmente as concentrações dos hormônios na saliva quando eles obedecem ao ritmo circadiano;

- Os hormônios esteroides são lipofílicos e por isso passam livremente para a saliva por difusão passiva, não sendo influenciados pelo fluxo salivar;


Como Coletar

Atenção: este exame só pode ser realizado se coletado no tubo próprio.

Instruções para coleta

Material: Saliva

Preparo do Paciente:

- Pacientes em reposição hormonal precisam suspender o tratamento por 24 horas antes de iniciar a coleta de saliva;
- Mulheres que menstruam, realizar a coleta de saliva preferencialmente no 21º dia após o inicio da menstruação ou entre o 1º ao 14º dia do ciclo;
- No dia da coleta não realizar exercícios físicos intensos (musculação, exercício aeróbicos);
- Ao despertar há uma tolerância de até 50 minutos para a coleta da amostra desde que permaneça deitado (a) até o momento da coleta (as demais amostras não necessitam de repouso);
- Mulheres, não usar batom na hora da coleta;
- Por um período de 2 horas antes da coleta não é permitido qualquer tipo de alimentação ou bebida (com exceção de água);
- Imediatamente antes da coleta é aconselhável lavar a boca com água atráves de bochechos leves;
- A coleta não é recomendável em casos de lesões orais com sangramento ativo ou potencial;
- Evitar escovar os dentes pelo menos 2 (duas) horas antes da coleta para evitar sangramento gengival;

Frasco para coleta: tubo próprio disponível no laboratório

Coleta de saliva:

Deverá ser colhido 3 ou 4 amostras no dia, conforme os horários de coleta explicados abaixo;
Introduzir a saliva diretamente no tubo (colher acima da metade do tubo);
Fechar bem os tubos após a coleta;
Escrever seu nome nos tubos de coleta.

Observação:
O tubo pode ser encaminhado ao laboratório sem refrigeração.
No entanto, em casos onde o transporte não será efetuado no mesmo dia, aconselha-se a refrigeração da amostra entre 2 a 8 ºC (porta da geladeira) até o dia da postagem.
A cada coleta de amostra é aconselhável guardar na geladeira;
Preencher o Formulário de Sintomas Completo (Frente e Verso);
Enviar o Formulário de Sintomas junto com os tubos de coleta;
Envie o material via sedex (caso fora de Juiz de Fora) em embalagem de envelope tipo "bolha" ou caixa padrão correio.

HORÁRIOS PARA COLETA:

São 4 tubos etiquetados com os horários da coleta:
Madrugada: ........(entre 01:00 e 05:00h)
* Caso acorde espontaneamente.
Manhã: ................(ao acordar)
Tarde: ..................(entre)16:00 e 17:00h
Noite: ...................(entre)22:00 e 23:00h

ATENÇÃO:
* 4 Amostras: Somente para pacientes que acordam de madrugada espontaneamente (entre 01:00 e 05:00h), assim colhido: madrugada, manhã, tarde e noite.
Os pontos da curva de CORTISOL irão variar de 3 à 4 dosagens, de acordo com a quantidade de tubos coletados.